INAC Homepage  

Medidas de segurança para o transporte de LAG (líquidos, aerossóis e géis) - Restrições de LAG

Restrições de transporte de LAG (líquidos, aerossóis e géis)

Face aos acontecimentos ocorridos em 10 de Agosto de 2006, e no intuito de proteger todos os passageiros contra o novo tipo de ameaça com explosivos líquidos, a União Europeia adoptou medidas de segurança que vieram restringir a quantidade de líquidos, aerossóis e géis permitidos a passar nos pontos de rastreio.

Estas medidas entraram em vigor no dia 6 de Novembro de 2006, em todos os Aeroportos da União Europeia e nos aeroportos da Noruega, Islândia e Suíça e aplicam-se:

  • A todos os passageiros;
  • Nos pontos de rastreio de todos os aeroportos da UE; e
  • Para todos os destinos.

O que se entende por LAG (líquidos, aerossóis e géis)

Entende-se por líquidos, aerossóis e géis:

  • Pastas;
  • Loções;
  • Misturas líquido/sólido;
  • Conteúdos de embalagens pressurizadas;

Sendo disso exemplo pastas de dentes, gel de cabelo, águas e outras bebidas, sopas, xaropes, perfumes, espumas de barbear e outros artigos de consistência semelhante.

Que LAG (líquidos, aerossóis e géis) posso transportar no meu voo como bagagem de mão?

ImgLAG1

Imagem de Saco A partir de 31 de janeiro de 2014, inclusive, os LAG (líquidos, aerossóis e géis) duty free adquiridos em qualquer aeroporto ou a bordo de qualquer transportadora aérea podem ser transportados como bagagem de mão.
Imagem de Saco Os LAG (líquidos, aerossóis e géis) duty free e o respetivo recibo de compra têm de ser selados no ato da compra num saco inviolável, conforme imagem.
Imagem de Saco Não abra o saco inviolável até chegar ao seu destino final.
Imagem de Saco O elemento de segurança pode necessitar de abrir o saco inviolável para rastreio de segurança. Caso tenha um voo de ligação noutro aeroporto, informe o elemento de segurança para que os seus artigos de duty free possam ser resselados num novo saco inviolável.

ImgLAG2

Imagem de Saco

PERMITIDO: LAG (líquidos, aerossóis e géis) contidos em recipientes individuais de capacidade não superior a 100 mililitros ou equivalente, acondicionados num saco de plástico transparente que possa ser aberto e fechado de novo, de capacidade não superior a 1 litro, em que o conteúdo caiba perfeitamente e que esteja completamente fechado.

Os LAG devem caber comodamente dentro do saco de plástico, para que este possa ser facilmente fechado e permita a visualização e identificação do seu conteúdo.

Imagem exemplo saco líquidos

ImgLAG3

Imagem de Saco PERMITIDO: os LAG (líquidos, aerossóis e géis) que se destinarem a ser utilizados durante a viagem e que sejam necessários por razões médicas ou por uma exigência dietética especial, incluindo alimento para bebés. Aconselha-se que o passageiro se faça acompanhar de comprovativo de autenticidade.

No ponto de rastreio de segurança do aeroporto:

Imagem de Saco Apresente os seus LAG (líquidos, aerossóis e géis) separadamente da restante bagagem de mão.
Imagem de Saco Excecionalmente, os elementos de segurança podem abrir garrafas e recipientes para rastreio de segurança.
Imagem de Saco Excecionalmente e apenas por razões de segurança, os LAG (líquidos, aerossóis e géis) podem não ser permitidos.

 
Não pode transportar:

ImgLAG4

Imagem de Saco NÃO PERMITIDO: todos os outros LAG (líquidos, aerossóis e géis) devem ser colocados na bagagem de porão.

Perguntas FrequentesQuais as principais alterações nas restrições de LAG a partir de 31 de janeiro de 2014?
A partir de 31 de janeiro de 2014, será permitido o transporte em bagagem de cabina dos LAG adquiridos nas lojas situadas após o controlo de segurança de qualquer aeroporto ou a bordo de aeronaves de qualquer transportadora aérea, desde que acondicionados dentro de um saco inviolável selado e com o recibo de compra no seu interior.
Anteriormente estes LAG apenas eram permitidos quando adquiridos num conjunto limitado de aeroportos ou a bordo de aeronaves de transportadoras aéreas comunitárias
.

O que é um LAG?
“LAG” é a abreviatura para “ Líquidos, Aerossóis e Géis”. São considerados LAG todos os líquidos, aerossóis e géis, bem como todos os produtos de consistência semelhante, tais como: pastas, loções, espumas, cremes, compotas, queijos moles, misturas líquidos/sólidos.

As restrições aplicam-se a todos os LAG transportados pelos passageiros?
Não. Estas restrições são apenas aplicáveis aos LAG transportados pelos passageiros em bagagem de cabina.

O que é um saco inviolável?
Sacos invioláveis, também designados por “STEB” (Security Tamper Evident Bag) é um saco de plástico que obedece a determinadas características preconizadas pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI/ICAO). São utilizados e selados pelas lojas duty-free, pelas operadoras aéreas e pelos aeroportos, única e exclusivamente para acondicionar LAG adquiridos nas lojas situadas após o controlo de segurança no aeroporto ou a bordo das aeronaves.

O que se considera comida de bebé?
Considera-se comida de bebé todos os LAG normalmente destinados ao consumo de bebés, tais como, papas, boiões de fruta, iogurtes e biberões de leite.

O que são outras necessidades dietéticas especiais?
Consideram-se LAG necessários por necessidades dietéticas especiais, os LAG que se destinem a suprir necessidades médico-alimentares específicas do passageiro, tais como alergias e suplementos.

É necessário algum documento para transportar LAG destinados a suprir necessidades dietéticas especiais?
Aconselha-se os passageiros a fazerem-se acompanhar de documentos, por exemplo declaração médica ou qualquer outro documento idóneo, que atestem a necessidade dietética especial do passageiro para a duração da viagem.

O que se considera por “duração da viagem”?
Considera-se por “duração da viagem” o voo de ida, a estadia e o voo de regresso.

É necessário alguma autorização para transportar insulina, agulhas, seringas e canetas de injeção, na bagagem de mão?
Não é necessária qualquer declaração especial para o efeito. No entanto, aconselha-se o passageiro a fazer-se acompanhar de documentos, por exemplo declaração médica ou qualquer outro documento idóneo, que ateste a necessidade do LAG durante a viagem, a fim de facilitar e tornar o controlo de segurança mais célere.

Em caso de esclarecimento ou informação adicional necessários contactar o aeroporto ou a transportadora aérea. Pode ainda contactar o INAC, I.P. através dos seguintes contactos:

E-mail: falsec@inac.pt  
Fax: (+351) 21 842 35 87
Morada:Rua B, Edifício 4 - Aeroporto da Portela 4
1749-034 Lisboa - PORTUGAL