INAC Homepage  

FAQs

25. Qual será o efeito da introdução da Qualificação de Voo Acrobático?

Os regulamentos da UE introduziram uma qualificação de Voo Acrobático, com definição de conteúdos teóricos e de voo incluídos nos cursos a serem ministrados nas ATO`s, conforme previsto no FCL.800 e respetivo AMC1.

Esta qualificação, obrigatória para efetuar este tipo de voo, substitui a atual autorização emitida pelo INAC, I.P. e referenciada na licença como “AVA”, com aplicabilidade obrigatória a partir de 8 de abril de 2015. Esta regra inclui os pilotos de planadores.

Até 8 de abril de 2015, para aos detentores de autorização AVA, o INAC, I.P. emitirá uma autorização de voo acrobático, complementar às licenças PART-FCL entretanto emitidas, até definição das regras de conversão das autorizações atuais e do seu averbamento como qualificação nas licenças EASA.